gestão de risco

O RISCO É UM ELEMENTO INERENTE AO AGRONEGÓCIO

O risco é um elemento inerente ao agronegócio e o resultado esperado pode ter variações significativas a cada safra. Devido ao clima, às condições de mercado, às mudanças nos ambientes político e econômico, entre outras variáveis exógenas à atividade de produzir. Embora a maioria das organizações do agronegócio avalie as compensações de risco e retorno qualitativamente ao tomar decisões estratégicas, poucas quantificam adequadamente sua exposição ao risco, com base em modelos quantitativos. As ferramentas e técnicas para tornar isso possível estão bem estabelecidas. O que está faltando é capacidade de aplicação. Como resultado, essas organizações geralmente ficam muito aquém das expectativas dos agentes financeiros que tratam o fortalecimento das capacidades de risco como uma prioridade estratégica central.

CONSULTORIA EM GESTÃO DE RISCOS PARA O AGRONEGÓCIO

A Agronomics tem como foco auxiliar o agronegócio a identificar e quantificar os principais riscos aos quais estão expostos, como também sua probabilidade de ocorrência e melhores formas de gestão.

A primeira fase da Consultoria em Gestão de Riscos da Agronomics é realizada através de um Diagnóstico de Maturidade da Gestão dos Riscos do seu agronegócio. Uma vez que a Gestão dos Riscos já esta presente aos processos de gestão do seu agronegócio, ela pode estar apenas sendo parcialmente aplicada, limitando-se a algumas áreas ou processos específicos.

A partir do Diagnóstico Inicial obtemos as informações necessárias para a comparação e adequação aos conceitos, informações dos processos, ações e ferramentas, do apetite ao risco, da estratégia de gestão, da estrutura organizacional, dos dados e tecnologia, da capacitação de pessoas, dos sistemas de governança e dos controles internos, das políticas, das práticas ou atividades de gestão de acompanhamento dos riscos, entre outras.

A segunda fase consiste na elaboração e aprovação da Política de Gestão dos Riscos. Política que descreve o processo e atividades a serem cumpridas em cada etapa do processo, como também seus responsáveis e suas responsabilidades. Define a estrutura organizacional mais adequada e a criação de comitês para auxiliar na tomada de decisão. Os limites aceitáveis de risco a incorrer e as ações a serem tomadas caso estes limites sejam ultrapassados, a forma de contabilização, entre outros.

A terceira e última fase é a implementação e execução da Política de Gestão dos Riscos aprovada.

Foto2

VANTAGENS DA CONSULTORIA EM GESTÃO DE RISCOS

A Gestão de Riscos é um processo que consiste em etapas bem definidas que, quando tomadas em seqüência, suportam uma melhor tomada de decisão, contribuindo para uma maior compreensão dos riscos e seus impactos. Trata-se tanto de identificar oportunidades quanto de evitar perdas. Ao implementar técnicas mais eficazes de gestão dos riscos, podemos ajudar a melhorar a segurança, a qualidade e o desempenho do seu agronegócio.

Existem muitos benefícios na implementação de procedimentos de gestão de riscos. Alguns destes incluem:

* Planejamento estratégico mais eficaz;
* Melhor controle de custos;
* Maior conhecimento e compreensão da exposição ao risco;
* Implantação de um método sistemático e completo de tomada de decisão
* Melhor utilização dos recursos
* Criação de valor ao acionista, minimizando perdas e maximizando oportunidades
* Fortalecimento da cultura para melhoria contínua, entre outros.

Basicamente, qualquer organização, grande ou pequena, privada ou pública, pode se beneficiar da implementação da gestão dos riscos.

Entre em
contato

Avenida Leais Paulista 605/63, Ribeirão Preto, SP, 14025-650